Podcasts: mulher nrgra de cabelos cacheados na altura dos ombros ouve algo no seu smartphone, com auxílio de um head phone, que segura os cabelos para trás. Uma uma camiseta regata branca e saia bege. Está sentada com as pernas dobradas de lado.
/

13 podcasts com vivências negras para você escutar

Começar
Tempo de Leitura: 4 minutos

O podcast conquistou um merecido espaço entre os meios de comunicação. O que encanta o seu público é a capacidade de contar histórias e de reproduzir conversas, diálogos e debates sem a necessidade de uma edição para caber dentro de uma programação. Além disso, o podcast é atemporal. Assim, você pode acompanhar no seu tempo: ouvir assim que o episódio é lançado ou fazer uma ótima maratona. Como o rádio, tem a característica de fazer companhia para as pessoas enquanto elas realizam outras tarefas, como arrumar a casa, lavar a louça ou trabalhar.

A grande mídia já percebeu a importância e o impacto positivo na sua audiência com os podcasts, mas não é deles que vamos falar hoje. O jornalismo independente e a comunicação comunitária têm usado o podcast como arma de informação em massa. E, se as histórias negras não encontram espaços nos grandes jornais fora das datas comemorativas, é hora de encontrar e valorizar aqueles que contam essas histórias. Conheça 13 podcasts com vivências negras para você conhecer e se apaixonar!

Quem ouve podcast?

De acordo com pesquisa lançada em 2021 pela Associação Brasileira de Podcasters, a ABPod, cerca de 34,6 milhões de pessoas ouvem podcasts. Isso corresponde a 8% da população brasileira!

E o formato ganha ainda mais adeptos entre os internautas. Em 2019, a pesquisa do Ibope apontava que 40% das pessoas que navegam online já haviam escutado podcast alguma vez. O mesmo estudo afirma que existem 16 milhões de pessoas que são ouvintes assíduos do formato de áudio.

No Spotify, plataforma mais popular de áudio, o consumo de podcasts aumentou 200%, em 2020. Não à toa, eles também surfam nessa onda. No ano passado, lançaram 40 programas exclusivos.

Mesmo os meios de comunicação tradicionais, como impresso, rádio e TV, já apostam no podcast para alavancar e qualificar a sua audiência. Ninguém quer perder essa fatia de mercado. Porém, mesmo em uma mídia diferente, os meios de comunicação tendem a contar as mesmas histórias e mudar pouco os vieses de suas análises.

Por isso, para buscar novas vozes e pontos de vista, é preciso recorrer à mídia independente. Veja uma lista de podcasts incríveis afrocentrados, que contam a história pelo olhar negro ou periférico!

13 podcasts para você colocar na sua lista

1. Vidas Negras

O Vidas Negras está na lista dos melhores podcasts de 2020 do Spotify. O programa, que é exclusivo da plataforma, conta a história de personagens negros e negras na história que nem sempre tiveram a visibilidade merecida. Tiago Romero é quem conduz as histórias. 

O primeiro episódio do produto, intitulado “De onde a sua família veio?” tem uma temática bem parecida com a nossa reportagem de abertura, De onde você veio?. O nome parecido pode ter sido coincidência, mas a temática não é. É difícil falar sobre histórias negras, ancestralidade e deixar de fora as dificuldades de conhecer a sua própria história, aquela que o racismo e a escravidão arrancaram de nós.

2. Afetos

Gabi Oliveira, mais conhecida como depretas, e Karina Vieira falam de afetos e daquilo que as afeta, sob uma perspectiva afrocentrada. Afetos é sobre sentimentos, mas a temática vai muito além. Afetos fala de criatividade, relacionamentos, saúde mental, pressão estética, violência e até BBB!

3. Kilombas

O podcast Kilombas é inspirado no livro “Memórias de Plantação”, da Grada Kilomba, uma escritora portuguesa e negra que reflete sobre raça, gênero e pós-colonialismo. Assim, Kilombas dialoga sobre assuntos que fazem parte do contexto das mulheres negras, desde traumas, saúde mental até séries. É um espaço de escuta que elas chamam de “quilombo virtual”.

4. Afrofuturo

Com reflexões e entrevistas, o podcast Afrofuturo traz as perspectivas da cultura africana para o contexto brasileiro. Além do afrofuturismo, Morena Mariah e Luciene Nascimento falam de assuntos como cultura diaspórica, literatura a partir de um olhar negro e amor afrocentrado.

5. Ficções Selvagens

Alê Santos, grande escritor de ficção científica e fantasia afroamericana, conduz o podcast Ficções Selvagens, que usa o universo das histórias para falar de racismo, xenofobia, genocídio.

6. O Lado Negro da Força

A expressão “lado negro da força” perde o sentido original negativo e ganha potência quando aliada à produção de conteúdo de pessoas negras. Por isso, o Lado Negro da Força fala de cultura, cotidiano, relacionamentos, ancestralidade, universo pop, livros, filmes, músicas e séries com o olhar afrocentrado.

7. Afrorica$

Como dizem as próprias criadoras, Afrorica$ foi pensado por e para mulheres negras. Fala sobre as melhores formas de inclusão das mulheres negras no mercado de trabalho e direitos trabalhistas. Por enquanto, são apenas 4 episódios.

8. Angu de Grilo

No podcast Angu de Grilo, Flávia Oliveira e Isabela Reis, mulheres negras, jornalistas, mãe e filha, se encontram para debater e dar pitaco em diversos assuntos, como genocídio da população negra, CPI da Covid, governo Bolsonaro e mulheres negras em destaque.

9. Papo de Quebrada

Esse podcast fomenta o jornalismo local, mas os seus debates podem ser levados para várias periferias do país. No Papo de Quebrada, Max Maciel fala dos assuntos que a sua quebrada quer e precisa ouvir, com foco em educação, pandemia, crise econômica e outros assuntos como veganismo e o debate da cannabis no Brasil. 

10. Socorro, Comadre

O Socorro, Comadre, chegou a pouco tempo na podosfera mas já tem todo potencial para ficar e ganhar destaque. Aza Njeri, Raissa Imani e Dandara Aziza batem um papo descontraído sobre temas contemporâneos, sem deixar a discussão racial de lado.

11. Quebrada Cult

Esse podcast, produzido pelo coletivo de mesmo nome, reúne uma galera gente boa para falar de tudo um pouco, política, filosofia, cotidiano, música, etc. O papo é reto, sem frescuras e malabarismos. O olhar do Quebrada Cult é sempre voltado para as vivências do jovem da quebrada.

As gravações são feitas ao vivo, pelo Youtube. Uma semana depois, o áudio da transmissão é disponibilizado.

12. BNCast

É difícil falar em produção de conteúdo na internet voltado para as pessoas negras e não citar as Blogueiras Negras. O coletivo está desde 2012 falando de vários assuntos sob a perspectiva afrocentrada, principalmente sobre mulheres. Agora, com o podcast, elas querem aprofundar as discussões que já fazem há quase 10 anos.

13. Pretas na Rede

As mulheres do Pretas na Rede propõem conversar sobre a vida, o universo e tudo mais. Assuntos como saúde mental, relacionamentos familiares, de amizade ou amorosos e até pagode dos anos 90 estão entre os temas dos episódios!

E se você quer abrir seus horizontes ainda mais, a gente tem uma outra listinha com vários podcasts para você conhecer, que vão além do olhar afrocentrado, mas apresentam também a voz indígena!

 

Ericka Guimarães

Idealizadora de Sankofa. Jornalista. Daquele pessoal dos Direitos Humanos.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

Colagem com fundo colorido, várias mãos carregando celulares e câmeras, a silhueta de uma criança ao fundo sendo alvo desses aparelhos
História Anterior

Como denunciar uma violação de direitos contra crianças e adolescentes

saúde mental: Atleta Simone Biles acena para o público com medalha no pescoço. Ela usa casaco azul com mangas vermelhas e cabelo preso.
Próxima História

Assim como Simone e Naomi, precisamos falar de saúde mental